458 Views |  Like

Calma! Saúde mental em tempos de pandemia

Olá pessoal, espero que esteja tudo bem por aí. Sei que a fase não está fácil, por isso trouxe uma convidada especial aqui.

Hoje a Psicóloga Natália Costa Florêncio vem nos dar umas dicas de como pelo menos tentar manter a calma nesses tempos de pandemia.

Estamos vivendo um momento ímpar na nossa história, que vem carregado de incertezas e de uma mistura de sentimentos como medos, ansiedade, angustia, tristeza… É esperado que durante uma pandemia vivemos frequentemente em estado de alerta, preocupados, confusos, estressados e com a sensação de falta de controle da situação atual, pois há um aumento exacerbado em nosso grau de vulnerabilidade.

 


É fato que a nossa vida mudou drasticamente de uma hora para outra e fomos convidados a viver um distanciamento social, que embora é a maneira mais segura de proteger a nós e os outros, também nos afeta bastante emocionalmente falando. Vivenciamos o luto da nossa liberdade de sair, de abraçar e de estarmos próximos de pessoas que tanto amamos.

 


É natural que tenhamos dificuldades para adaptarmos, há tantas mudanças e é preciso compreender que cada pessoa tem um tempo diferente nesse processo de adaptação, portanto não se cobre tanto, não se coloque em uma competição velada por produtividade. É importante que você aceite (lembrando que aceitar é diferente de se conformar) que você está fazendo o que tem dado conta de fazer nesse momento.


Como estamos vivendo uma nova configuração da vida, é comum nos sentirmos perdidos nesse momento, por isso estabelecer algumas rotinas é saudável para a grande maioria das pessoas, pois ajuda a organizar o dia a dia.
Abaixo algumas dicas que podem facilitar e/ou ajudar:
• Cuidado com o excesso de informação, busque se informar mas não em excesso.
• Use a tecnologia a seu favor e se conecte mais com as pessoas através de ligações e vídeo chamada.
• Invista em atividades e ações que ajudem a reduzir o nível de estresse como: meditação, leitura, exercícios de respiração, yoga, mindfulness.
• Se permita experimentar novos hobbies como cozinhar, desenhar, escrever, plantar…
• Use e abuse da criatividade sem julgamentos, experimentou e não gostou? Ok, vamos tentar outras opções de atividades.
• Faça um filtro em suas redes sociais, conecte se com pessoas que podem te ajudar e que te inspiram nesse momento.
• Mantenha alguns cuidados para melhorar a sua autoestima: pinte as unhas, use maquiagem quando der vontade, vista aquela roupa que você adora…
Por fim, reforço a importância de buscar ajuda se estiver difícil passar por esse momento. Lembre-se de que você não está sozinho!

Essas foram as dicas da Natália pra gente! Vai dar certo, vai passar!

Beijos

 

Carol Cyrne