1765 Views |  Like

É preciso ser musa fitness para ser saudável?

 

Antes de começar o texto em si, quero deixar claro que não tenho nada contra as musas fitness, elas escolheram um estilo de vida e são felizes assim. Então esse texto é para você que não quer viver na neura de um corpo perfeito (como se existissem corpos perfeitos), mas quer viver uma vida de hábitos saudáveis.

É chegada a época em que todos os anos somos bombardeadas por mídias que nos estimulam a fazer dietas. São várias receitas detox, nos culpando por termos comido e/ou bebido nas festas de fim de ano.

Ok, somos contra excessos, procuramos o equilíbrio. Ok, é normal ganhar alguns quilos extras nas festas e férias, afinal de contas você saiu da sua rotina, experimentou temperos diferentes e provavelmente comeu alimentos que não comeria.

Tudo bem, você viveu momentos maravilhosos ao lado de quem quis, ou até sozinha. Mas o que eu quero lhe dizer, é que você não precisa se punir por isso. Não precisa se odiar por ter ganho 2kg no feriado.

Volte! Volte à sua rotina de alimentação e exercícios que, caso esses 2kg te incomodem, pode ter certeza que serão eliminados . Não caia nas ciladas dos emagrecimentos rápidos. Não procure ficar com o corpo da musa do verão! Acredite, a musa é você, com o corpo que você tem!

Quando você parar de preocupar-se com o seu peso e começar a buscar o equilíbrio da sua vida, tenha certeza que a chave da saúde mental faz um clique na sua cabeça!
Por anos passei encucada, contando as calorias, me culpando, me punindo por ter comido. Vivia o caos, não conseguia relaxar! Minha mente não estava ali, vivendo aquele momento!


Há aproximadamente 2 anos decidi que minha relação de ódio com a comida tinha que acabar! Não suportava mais me sentir culpada por ter comido 1 biscoito a mais que o permitido pela dieta.
Foi aí que decidi descascar mais e abrir menos embalagens. A cozinha daqui de casa quase não tem industrializados, passei a consumi-los fora de casa, porque sim, me permito consumi-los esporadicamente.


Vocês não fazem ideia de como isso foi libertador na minha vida. Apesar de não ser o objetivo, o corpo deu uma secada, se remoldou e estagnou, e eu soube entender que ele é assim.
Descobri que meu corpo não processa bem o glúten, afinal de contas ele não é mais puro em nossas mesas, não é mesmo? Assim, procuro alimentos sem glúten. Eles podem ser deliciosos, acredite!

A indústria alimentícia é muito forte e nos fez acreditar que o sabor anda de mãos dadas com os adoçantes, corantes e todos os antes.

De quebra, foi embora minha dor de cabeça crônica. Eu fazia compras mensais de naramig, naproxeno e praticamente tinha cartão fidelidade do hospital.

De quebra também, encontrei pessoas que são importantíssimas na minha caminhada por uma vida mais saudável. Descobri que hábitos saudáveis são melhores que dieta, e que nutricionista é parceiro onde vamos sempre para acompanhamento da saúde.

Enfim, cuidar da gente é caminho sem volta. Cuidar em todos os aspectos: mental, físico, espiritual. Cuidar não tem relação com emagrecer. Cuidar é cuidar e pronto.

 

Um feliz 2020 sem neuras pra gente.

 

Beijos

Carol Cyrne