434 Views |  Like

Um desafio cinematográfico: Casamento Grego

Olá garotas,

Vamos falar cinema? Há algumas semanas eu propus um desafio cinematográfico nesse post aqui. Encontrei uma lista na internet de filmes que tinham atrizes fora do padrão como protagonistas e que prometiam sair dos clichês de Hollywood sobre nós, gordinhas.

Já fiz minha primeira crítica do filme Hairspray nesse post aqui, e agora vai o segundo post cinematográfico:

Casamento Grego (2002) – My Big Fat Greek Wedding

Esse filme eu já havia assistido antes, mas desta vez eu o vi com olhos bem observadores. A sinopse é bem conhecida e realmente uma história de amor bem genuína entre um homem e uma mulher FDP (ela é fora dos padrões, não gorda).

Mas o que me chamou mais a atenção é a mudança que a personagem principal alcança em sua vida pelo simples fato de passar a fazer algo que ama. Esse conquista de propósito em sua vida gera um desejo de se arrumar, que gera amor próprio, que gera a confiança necessária para encontrar alguém em sua vida.

Ela entendia que ninguém iria amá-la antes dessa mudança, mas a realidade é que ela não se amava. E assim, a mensagem fica clara. Ame-se primeiro, cuide-se, arrume-se, sinta-se bem com você no espelho. Assim, outros também o farão.

Destaque especial para a família grega. Sei que é uma forma caricata de exposição dessa cultura. Mas é impossível não se apaixonar por eles, mesmo com os devidos exageros do filme.

Bom filme a todos!

Carol Kerbidi