2253 Views |  1

Representatividade pelos olhos de Ronaldo Fraga

Olá meninas,

Vamos falar moda? Conheci o Ronaldo Fraga através do Verdemar, uma rede de supermercados gourmet de Belo Horizonte, a alguns anos atrás. Eu ainda não era uma pesquisadora de moda como sou hoje, então pouco sabia do trabalho desse artista, a não ser seus desenhos maravilhosos nas eco-sacolas da rede.

ronaldo-fraga-verdemar-garotas-fdpSacolas do supermercado com desenhos do Ronaldo Fraga e editorial de roupas do artista feito com o mesmo plástico das sacolas

À medida que fui buscando mais e mais sobre moda, mergulhei no mundo de Ronaldo Fraga. Nosso conterrâneo, mineiro de Belo Horizonte, ele é um artista inspirador. Desenhista exemplar, veio parar no mundo da moda devido a esse seu dom, mas trouxe às suas coleções muito mais que desenho, trouxe história, trouxe conceito, trouxe sustentabilidade e representatividade. E é sobre esse último item  que vamos falar hoje.

Não é uma marca plus size, com uma grade de tamanhos normal, tem peças que vestem até um manequim 46. Mas a beleza de seu trabalho nos serve de inspiração e vamos torcendo para que um dia ele se volte para esse tipo de representatividade. Enquanto isso, vamos admirando outras de suas iniciativas, afinal, em minha opinião, toda e qualquer representatividade deve ser celebrada.

Ele estreiou em 2001 no São Paulo Fashion Week e cada desfile é um show. Eles mostram muito mais que moda, mas uma mensagem para a sociedade. Na última quarta feira, dia 26, no SPFW Inverno 2017, o designer apresentou um espetáculo protagonizado por modelos transexuais, com o objetivo de protestar em nome desse grupo, que é colocado às margens da sociedade, e sofre enorme preconceito e violência nesse nosso país de diversidade:

ronaldo-fraga-spfw-inverno-2017-modelos-trans-garotas-fdp

O desfile e a repercussão dele foram fantásticos, mas se pararmos para analisar mais de Ronaldo Fraga, ele já trouxe muita polêmica sobre representatividade para discutirmos, através de seus desfiles. No desfile do SPFW de Verão 2017, ele recheou a passarela com refugiados, com objetivo de criticar a intolerância às diferenças, denunciando o preconceito de países em acolher e abraçar essas pessoas em necessidade de cuidado:

ronaldo-fraga-spfw-verao-2017-modelos-refugiados

 

No desfile do SPFW de Verão 2016, sua coleção era inspirada nas sereias, então ele formatou um cenário, que seria o pano de fundo de seu desfile, com 35 mulheres comuns, de idades e biotipos variados, fantasiadas de sereias, com seus seios à mostra. O objetivo seria debater esse padrão de beleza da sociedade, que na verdade não existe na vida real. Sereias são ícones de beleza e nesse desfile pudemos agraciar a beleza da mulher real:

doze-fatos-desfile-ronaldo-fraga-sao-paulo-fashion-week-2

No SPFW de Inverno 2009, ele levou idosos à passarela, com o objetivo de mostrar que moda não é só para jovens. Após uma de suas clientes de terceira idade confessar que tinha receio em dizer à vendedora que as roupas a serem compradas seriam para ela, ele decidiu trazer empoderamento à essa parcela da sociedade que é, muitas vezes, fadada ao esquecimento:

ronaldo-fraga-spfw-inverno-2009-modelos-idosos

Esses são apenas exemplos das belezuras que esse artista iluminado já aprontou por aí, mas se quiserem ver mais do que ele criou, é só entrar no site do Fashion Forward FFW da Uol, que tem todos os desfiles dele no SPFW. Também podem seguí-lo em seu Facebook, pois seu site está, neste momento, em reestruturação.

E assim, vamos torcendo para que logo ele divida seu engajamento social na questão de inclusão plus size, permitindo que um dia, também possamos ser agraciadas com a beleza de suas peças.

Um enorme beijo,

Carol Kerbidi